close
Inovação Tempo de leitura: 4 minutos

7 tendências de cuidados com a pele em 2021

O ano promete ficar marcado por inovações, novos ingredientes e direcionamentos que vieram para ficar

Por: Almir

Em 2021, o autocuidado se mantém como uma tendência e, com isso, os cremes e séruns se tornaram grandes aliados da rotina de beleza. Sendo assim, o mercado já prevê  inovações melhores e mais inteligentes, incluindo ingredientes recém-lançados.

No ano passado, o panorama pandêmico se mostrou um tanto quanto desanimador para o setor dos cosméticos, mas ele foi resiliente e teve um renascimento impressionante.  As pessoas se voltaram para as atividades solo, encontraram consolo na simplicidade e passaram a apreciar o ato de cuidar de si mesmo.

E as máscaras protetivas, os kits de higienização e os cuidados com a exposição à luz azul (HEV) já fazem parte do novo normal. Diante desse cenário, a Allure decreta numa matéria o “Espere o inesperado” e destaca as tendências de cuidados com a pele que surgiram este ano e que chegaram para ficar.

Veja aqui a matéria completa

  1. Cosméticos focados na microbiota

Os produtos à base de organismos vivos (como os probióticos) ajudam a manter o equilíbrio da pele por meio da microbiota.  Esse é um tema muito abrangente, porém, a ideia é simples: uma microbiota equilibrada deve ser sinônimo de pele saudável.

O seu desequilíbrio pode desencadear uma série de doenças como acne e eczema. À medida que os produtos compatíveis com a microbiota chegam ao mercado, é importante pesquisar as empresas e os compostos que elas utilizam a fim de certificar a qualidade e a eficiência daquilo que está sendo consumido.

  1. Influenciando o cuidado com a pele

As marcas, cada vez mais, estão se aliando a famosos influenciadores. O mercado já está repleto de celebridades como Pharrell, Alicia Keys, Rihanna e Jennifer Lopez, que não só emprestaram seus nomes e rostos para linhas de cosméticos, mas também foram avaliadores desses produtos. Junto a grandes empresas, cientistas e especialistas, esses famosos lançaram produtos personalizados para vários tipos de público e ajudaram a alavancar o mercado.

Além de gerar identificação com o público, a estratégia visa incentivar os consumidores a assumirem uma rotina de beleza cotidiana e constante.

  1. Proteção contra luz azul

Cientificamente conhecida como luz visível de alta energia (HEV), a luz azul é emitida por telas de computador/celular. Embora não seja igual a ultravioleta, ela também pode incitar sinais semelhantes aos do fotoenvelhecimento.

A luz azul penetra na pele e espécies reativas de oxigênio são geradas, o que leva a danos no DNA e, também, pode causar hiperpigmentação (semelhante aos danos do UV, que podem criar manchas solares).

Essa nova realidade da exposição excessiva às telas tem estimulado a inovação de produtos que visam a combater a HEV. Segundo dados de uma pesquisa da NPD Group , as vendas de produtos para a pele que protegem contra a luz azul aumentaram 170% no primeiro semestre deste ano.

  1. Evitando inflamações

O estresse relacionado à pandemia aparece na nossa pele de várias maneiras… E o Maskne é exemplo disso! O efeito provocado pelo uso contínuo de máscaras protetivas provoca um efeito inflamatório evidenciado por vermelhidão, erupções e irritações na pele.

Além disso, a ansiedade pode desencadear surtos de eczema, rosácea e psoríase, urticária, herpes labial, bolhas, entre outras erupções cutâneas. Isso pode explicar o porquê temos visto uma onda de produtos com ingredientes considerados calmantes, como a aveia coloidal, rica em propriedades anti-inflamatórias e hidratantes.

Os gatilhos comuns de inflamação, também, incluem fatores de estilo de vida como poluição, ansiedade, estresse, tabagismo, dieta pobre e exposição ao sol. Por isso, antes de começar um tratamento com dermocosméticos, o ideal é consultar um médico para uma investigação mais adequada e um diagnóstico correto.

  1. Produtos para as mãos

Lavar as mãos nunca foi tão importante. Mas o ato de lavá-las com sabonetes e enxagua-las muitas vezes, pode trazer um ressecamento à pele.

Esse efeito, então, representou uma oportunidade para o mercado da beleza, que teve um crescimento considerável na venda de sabonetes líquidos que oferecem menos ressecamento para a pele. 

Os cremes para as mãos também ficaram, compreensivelmente, mais populares. De acordo com relatórios e dados do Spate, o interesse do consumidor por máscaras hidratantes para as mãos cresceu 606% entre os meses de fevereiro e março. 

  1. Embalagens recarregáveis

Várias marcas já estão aderindo aos frascos recarregáveis ​​para cuidados com a pele, provando que para ser sustentável e elegante não precisa sempre usar uma embalagem  nova.

Muitas empresas já se comprometeram a fazer a transição para embalagens 100% recicláveis ​​nos próximos anos. Prevê-se que mais marcas seguirão o exemplo em 2022 e, com o tempo, essa tendência simplesmente se tornará a normal.

  1. Cremes para reparo da barreira da pele

Em resposta aos fatores de estresse da pele, percebemos um aumento na produção de cremes concentrados no reparo da barreira, tanto de natureza restauradora e fortalecedora, quanto de natureza protetora. Como o nome já sugere, esses produtos ajudam a fortalecer a estrutura da pele, protegendo-a de fatores externos (clima frio, poluição, abrasão física, alergias, fragrâncias ou aditivos, etc.) evitando vermelhidão, secura e coceira.

Os cosméticos à base de esqualano e ácido hialurônico podem ajudar a fortalecer a primeira linha de defesa da pele. E, o ideal é que as fórmulas também não contenham fragrância ou grandes quantidades de óleos essenciais, uma saída seria utilizar quantidades mínimas ou optar pelas chamadas fragrâncias clean label, que contém nenhum ou menores índices de alergênicos, o que significa menor risco de irritar uma barreira enfraquecida.

O que se espera, também, é ver mais lançamentos de produtos que aliviem os efeitos da abrasão física do uso de máscaras protetivas. As empresas já buscam cosméticos oclusivos de retenção de umidade, a fim de evitar a perda de água e a, consequente, desidratação da pele.

Para o uso diário, no entanto, os oclusivos super espessos podem causar erupções. Neste caso, a solução é usar um creme com ingredientes reabastecedores, como lipídios, vitaminas e até mesmo extratos hidroalcoólicos, como por exemplo, a camomila, para acalmar a pele, ou uma fórmula com ação umectante que pode conter glicerina.