close
Cuidados Tempo de leitura: 2 minutos

Chocolate realmente dá espinha? Saiba mais!

Com a Páscoa no horizonte e todo mundo de olho naquele chocolate, uma antiga questão vem à tona: chocolate realmente dá espinha?

Por: Caroline Borges

A resposta é: depende. Mas antes de explicar o porquê, vale lembrar que a acne é resultado de um processo inflamatório complexo e de alterações hormonais. Nenhum alimento isolado vai te dar espinhas. Mas alguns deles podem contribuir para o agravamento delas.

A acne e alimentos com alto índice glicêmico

O que de fato pode aumentar o aparecimento da acne é o consumo excessivo de alimentos com alto índice glicêmico, como o açúcar e o leite presente em alguns chocolates. Um estudo realizado por pesquisadores da New York Medical College e da New York University e publicado no Journal of the Academy of Nutrition and Dietetics em 2013, aponta que tais alimentos influenciam nos níveis hormonais, o que poderia causar alterações na pele.

O motivo para isso é que alimentos de alto índice glicêmico são absorvidos pela corrente sanguínea rapidamente, aumentando o nível de açúcar no sangue. Esse pico de insulina no organismo faz com que o corpo reaja com processos inflamatórios, que promovem o aumento de sebo pelas glândulas sebáceas. O sebo pode entupir os poros, resultando em cravos e espinhas.

Além disso, o excesso de açúcar no corpo pode levar a um processo inflamatório chamado glicação. O açúcar se liga a uma proteína, como o colágeno, e o inativa. Dessa forma, o colágeno para de “fazer efeito” e a pele se torna mais flácida, aumentando as chances de rugas e linhas de expressão se instalarem.  

Então para ter uma pele bonita não devo comer chocolate?!

Pelo contrário! O cacau, matéria prima do chocolate, é rico em antioxidantes, como oligoelementos e compostos fenólicos, conhecidos por seu potencial rejuvenescedor. Produtos com mais cacau e menos açúcar e leite ajudam o seu corpo a se proteger da ação dos radicais livres, retardando o envelhecimento precoce.

O cacau também possui uma gordura boa que ajuda na formação de uma camada protetora na pele, evitando que a umidade natural da epiderme saia. Como consequência, a pele fica mais viçosa, macia e luminosa. E quando achamos que não pode ficar melhor, o cacau também age como vasodilatador na microcirculação sanguínea. Isso significa que ele contribui para o aumento de nutrição das células.

Para colher todos os benefícios que o chocolate pode trazer, é preciso fazer escolhas conscientes. Ao invés de ir no chocolate ao leite e no chocolate branco, que possuem mais gordura e mais açúcar, opte por aqueles com maior quantidade de cacau. Indicamos os de 50 a 70% e que passaram por menos processamento, como os produzidos por produtores locais: eles trazem mais polifenóis e além de vantagens para a sua pele.