close
Inovação Tempo de leitura: 2 minutos

Marcas podem usar plástico coletado direto dos oceanos. Veja como

Vejam as ações que as empresas podem tomar para se tornar mais sustentáveis

Por: Redação

O descarte do plástico é uma questão urgente e muitas empresas já trabalham com possíveis soluções que tentam amenizar o seu impacto no meio ambiente.  Tanto que a reciclagem já é considerada uma ação essencial para a economia circular.  

Segundo o site Cosmetic Innovation, o segredo para as marcas aderirem a esse mercado é serem transparentes e honestas nas comunicações com os clientes.

Transparência e confiança

Muitas empresas estão preocupadas com as gerações futuras, mas ainda tem receio de propagar ações sustentáveis e sofrerem acusações de greenwashing – ou, pior ainda, inadvertidamente fazer alegações de marketing imprecisas e prejudiciais à marca.

Mas para conquistar confiabilidade é preciso ter informação e atitude. Embora ainda não existam soluções milagrosas para resolver a poluição do plástico oceânico, cada tonelada de material reciclado com sucesso representa uma mudança significativa. Com o tempo, se essas práticas forem repetidas e adotadas por outros, essa modificação será notada em larga escala. Para isso, porém, é importante que as marcas se posicionem de forma assertiva, confiável e transparente e adotem boas ações, realmente, capazes de impactar o meio ambiente.

O papel da indústria na mudança

Para o Cosmetic Innovation, as empresas devem seguir algumas dicas para promover uma mudança significativa:

  • Utilizar embalagens derivadas de plástico retirado das costas dos oceanos
  • Ser criativa, auxiliando no processo de reciclagem e promovendo uma história de impacto positivo
  • Utilizar embalagens derivadas de plástico retirado “do oceano profundo” (resíduos de plásticos removidos ou coletados de uma parte do oceano que está mais distante da costa. Isso também pode ser chamado de plástico offshore, que são  reforçados por fibras de vidro (PRFV) geralmente utilizados em plataformas marítimas),  ou fazer doações para esforços dessa coleta.
  • Comprar créditos de plástico (as empresas podem comprar créditos para apoiar financeiramente e acelerar projetos que recuperam e reciclam plásticos e embalagens, contribuindo assim para a sua circularidade), ou Plástico Neutro (obtidos a partir de polímeros naturais tais como do algodão, madeira, cabelos, látex, entre outros)

Somente padrões confiáveis ​​e gerenciados serão fundamentais para o estabelecimento de mecanismos de mercados confiáveis ​​para lidar com resíduos plásticos em grande escala.  Quando uma marca incorpora plástico reciclado ou muda o material de sua embalagem, ela se torna parte da solução.

 Um ponto para se observar é o quanto a ciência está engajada e pode auxiliar no tratamento do microplástico que já existe no meio ambiente, fruto de muitas décadas de descarte indevido do material.